Nova lei vai gerar erros e questionamentos - Felsberg Advogados