Resolução que acaba ‘guerra dos portos’ abala SC e ES - Felsberg Advogados