Felsberg Advogados
Home | Vitinho pode ter situação irregular no Internacional? Entenda.
Publicações

Vitinho pode ter situação irregular no Internacional? Entenda.

Nos últimos dias a polêmica envolvendo o caso do zagueiro Victor Ramos, do Vitória, está movimentando os bastidores do futebol brasileiro. O Internacional entrou com uma ação por causa de suposta irregularidade na transferência e inscrição do jogador. Se o pedido for acatado, o time baiano pode perder quatro pontos do Brasileirão, o que salvaria o time gaúcho de um possível rebaixamento.

Nesta quinta-feira (8), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva arquivou a denúncia do Internacional. No entendimento do auditor Glauber Guadelupe, vice-procurador-geral da entidade, não há “elementos suficientes para comprovação de violação as regras”.

O clube gaúcho, no entanto, emitiu uma nota oficial nesta sexta-feira dizendo que está “estudando as medidas recursais cabíveis a serem propostas nos próximos dias com vistas à reversão de tal decisão”.

Diante de toda situação criada pelo Inter, alguns torcedores mais revoltados e indignados levantaram a hipótese do atacante Vitinho, do clube gaúcho, estar em uma suposta situação irregular.

A acusação é de que o atacante Vitinho, que pertencem ao CSKA Moscou, da Rússia, tinha contrato de empréstimo com o Internacional até dezembro de 2015. O clube conseguiu estender o vínculo do jogador por mais um ano, até dezembro de 2016. E é aí que existe uma suspeita de irregularidade.

Com a renovação do empréstimo, em tese, seria necessário aguardar a reabertura da janela de transferências russa, em 26 de janeiro, para aí sim registrar o seu novo contrato. O que não aconteceu.

No Boletim Informativo Diário da CBF (BID), o jogador foi registrado no dia 13 de janeiro, com data de início no dia 1º, e estrou na temporada no dia 26 de janeiro, em uma partida válida pela Primeira Liga.

victor

Foto: Reprodução/CBF

 

Em entrevista para a Rádio Gaúcha, Reynaldo Buzzoni, ‎Diretor de Registro e Transferência CBF, falou sobre o caso. “O procedimento do Vitinho foi o mesmo do V. Ramos. Se o Inter alega que o Victor está errado, o Vitinho também está. Os casos são os mesmos. Os 2 jogadores estavam no Brasil com seus passes fixados no exterior. É transferência interna”.

Torcedores.com apurou que diante da acusação, alguns clubes estão estudando o caso para saber se existe a possibilidade de entrar com uma ação contra o Colorado. Em caso de denúncia e punição, o Inter pode perder pontos no Brasileirão. Mas assim como no caso do Victor Ramos, a situação é complicada e favorável ao clube que está sendo acusado.

Em contato com a reportagem, o  especialista em direito desportivo, Rafael Libertuci, do Felsberg Advogados, explicou a situação do atacante do Internacional. “Em primeiro lugar é importante esclarecer que o caso do Vitinho não tem nada haver com o do Victor Ramos. No caso do Vitinho, o que importa é a janela de transferências no Brasil. Se ele foi inscrito no período em que a janela brasileira estava aberta, não há irregularidade”.

Libertuci também falou sobre a situação do zagueiro Victor Ramos, e admitiu que o Internacional tem razão na denúncia. “É um caso bem complexo. A denúncia do Inter faz sentido porque existe uma irregularidade na transferência e inscrição do jogador pelo Vitória. Porém, esse erro é da CBF, e se alguém tiver que ser punido, é a CBF. Jamais um erro como esse pode punir o clube”, explicou o advogado, que também não acredita que o caso possa ir para julgamento.

O advogado ainda lembrou do caso Petros, do Corinthians, em 2014.  Na época, o contrato de empréstimo foi rescindido em 1º de agosto, uma sexta-feira. Um novo acordo em definitivo foi redigido com data de 2 de agosto, sábado, quando não há expediente na CBF e o registro não poderia ser feito. Assim, teoricamente, o jogador não poderia atuar contra o Coritiba, na rodada do final de semana.

Com a suposta irregularidade, o Coritiba entrou no STJD pedindo os pontos do jogo, mas acabou não ganhando. A CBF e a Federação Paulista de Futebol admitiram a falha e foram multadas, salvando o Corinthians de uma punição.

Fonte: Torcedores.com

Topo Voltar