Felsberg Advogados
Home | Vencimento de opções promete agitar abertura da Bovespa
Publicações

Vencimento de opções promete agitar abertura da Bovespa

A semana começa agitada para a bolsa brasileira, com vencimento de opções sobre ações nesta segunda-feira, e opções sobre índice e Ibovespa Futuro, na quarta-feira. A festa deve ser dos “vendidos” (que apostam na baixa), mas a volatilidade deve imperar até as 13h, quando termina o exercício.

Nesse meio tempo, os “comprados” podem tentar puxar as ações para cima e estragar a festa. Na sexta-feira, por exemplo, as ações da OGX chegaram a cair mais de 7,5%, mas fecharam em alta de 6,16%, a R$ 1,55, o suficiente para permitir o exercício da opção de compra a R$ 1,50 e para derrubar os vendidos nesse preço. Resta saber se o ativo vai se sustentar acima desse preço até o início da tarde.

Os papéis da Vale também saltaram no meio da tarde de sexta, após a agência “Bloomberg” divulgar entrevista exclusiva com o ministro Edison Lobão. Ele disse que o governo poderá abrir mão da cobrança de participação especial sobre mineração no novo marco regulatório do setor. O documento deve ser divulgado em até 30 dias.

As ações PNA foram da mínima de R$ 31,73 à máxima de R$ 33,95, encerrando em alta de 1,63%, a R$ 32,93. Segundo um operador, a opção de compra de Vale a R$ 33,00 “entrou no dinheiro” – ou seja, passou a ter chances de exercício hoje – com seu prêmio oscilando 3.700% entre a mínima (R$ 0,01) e a máxima (R$ 0,38) no dia.

O mercado – especialmente ações da Vale e de siderúrgicas – deve reagir ainda à série de dados da economia chinesa, como PIB, venda no varejo e produção industrial, divulgados no domingo.

Outro assunto na pauta é divulgação, amanhã, da segunda prévia da carteira do Ibovespa que irá vigorar a partir de 6 de maio. A bolsa deve confirmar a entrada de BR Properties ON, elevando o número de ações da carteira para 70, e o aumento do peso de OGX no índice. Analistas acreditam que a única surpresa em relação à primeira prévia, de 1º de abril, poderá ser a entrada de Bradesco ON.

A semana ainda reserva a reunião do Copom. A decisão em si e o tom do comunicado da reunião poderão acentuar o nervosismo do mercado no fim da semana, junto com o vencimento de Ibovespa Futuro, que concentra uma posição vendida dos estrangeiros recorde, de quase 160 mil contratos. Por fim, a Localiza abre a temporada de balanços do primeiro trimestre, amanhã à noite.

Na sexta-feira, a bolsa deu uma amostra da volatilidade que o mercado poderá sofrer nesta semana. O Ibovespa caiu 0,79%, aos 54.963 pontos, depois de marcar mínima aos 54.458 e máxima de 55.531 pontos. O volume somou R$ 7,397 bilhões. Na semana, a bolsa recuou 0,16%. No mês, a baixa chega a 2,47%, e no ano, a 9,83%.

 

Valor Econômico de 15.4.2013.

 

 

Topo Voltar