Felsberg Advogados
Home | Uso de informações privilegiadas em negociações com ações do Banco Panamericano S.A.
Publicações

Uso de informações privilegiadas em negociações com ações do Banco Panamericano S.A.

A CVM julgou a prática de insider trading nas vendas de ações do Banco Panamericano S.A. (“Banco”). No âmbito do Processo CVM nº RJ2012/7880, a CVM apurou que a Max Control Assessoria e Investimento Ltda., empresa de um assessor do Banco, alienou grande quantidade de ações que detinha no Banco, antes da divulgação de fato relevante pela instituição financeira.

Logo após a divulgação do fato relevante, as ações do banco sofreram expressiva desvalorização. A CVM entendeu que a conduta do assessor foi desleal com o mercado em geral, por atuar com vantagem indevida frente aos demais participantes do mercado, utilizando-se de informações ainda não divulgadas, com o intuito de obter uma vantagem para si.

O assessor foi penalizado com uma multa de aproximadamente R$ 877 mil, refletindo o triplo do valor da vantagem, que tem sido a métrica normalmente utilizada para estes casos.

Por: Arthur Diniz e Saori Yadoya

Topo Voltar