Felsberg Advogados
Home | Sem IR, fundo imobiliário ganha apelo
Publicações

Sem IR, fundo imobiliário ganha apelo

Folha de São Paulo, Anna Carolina Rodrigues, 29/out

 

Maior facilidade de resgate do recursos em relação ao imóvel físico é outra vantagem desse tipo de aplicação

É preciso, no entanto, cautela no momento da escolha, com pesquisa da instituição e das taxas que são cobradas

O brasileiro sempre sonhou com a casa própria e pensou em comprar um segundo imóvel para investir o dinheiro recebendo renda de aluguéis. Mas, com a valorização excessiva do mercado imobiliário e a queda da taxa de juros, será que é melhor comprar um imóvel ou aplicar em um fundo imobiliário?

A principal vantagem do fundo imobiliário é a isenção de Imposto de Renda para pessoa física. Outra vantagem do fundo é a liquidez.

“Para vender um imóvel de R$ 300 mil, a pessoa precisa de uma infinidade de certidões para provar que ele existe e que não está pendurado. Isso sem contar a morosidade e os custos do cartório. Já com o fundo, basta passar a mão no telefone que tudo se resolve rapidamente”, diz o consultor Sergio Belleza.

O fundo imobiliário também facilita reinvestir, comprar e vender pequenas partes do investimento. “Não dá para vender apenas um pedaço do imóvel”, disse.

RISCOS

Além disso, com o fundo, o investidor não precisa lidar com problemas diários do imóvel, como um cano furado ou um inquilino que não paga o aluguel no fim do mês.

O fundo de investimento também apresenta riscos. O diretor de investimento imobiliário da Rio Bravo, José Diniz, aconselha que os investidores tenham cautela em relação aos fundos que tenham garantia de rentabilidade. Sem locar o imóvel, a rentabilidade do fundo cai.

“Em São Paulo, por exemplo, o nível de vacância está crescente nos prédios comerciais por causa da estagnação econômica. Mais importante do que assegurar quanto vai pagar é provar a sua rentabilidade”, afirma Diniz.

Também é importante ficar atento às taxas cobradas e ao desempenho do gestor. O shopping West Plaza, por exemplo, foi obrigado a trocar a gestão, pois o administrador não estava atendendo o resultado esperado.

Outros dois fundos que alugavam espaço para hospitais tiveram problema com a administração e viram o valor do aluguel ser reduzido graças a uma cláusula do contrato que previa isso.

Segundo Belleza, os fundos de investimento imobiliário nunca fizeram parte das listas dos mais rentáveis devido à competição com as taxas elevadas de juros.

BOVESPA

Hoje, esses fundos têm se mostrado bastante atraentes. São cerca de 70 listados na Bovespa. Com R$ 5.000, ou até menos, é possível adquirir cotas de shoppings ou prédios comerciais que possuem a Petrobras como locatária.

“Esse tipo de investimento tem tido um bom desempenho, com rendimento médio de 30% ao ano desde janeiro de 2005”, afirma Diniz.

Topo Voltar