Felsberg Advogados
Home | Reino Unido aprova projeto da Statoil no Mar do Norte
Publicações

Reino Unido aprova projeto da Statoil no Mar do Norte

Produção do campo foi adiada por 30 anos devido aos desafios técnicos

Fonte: Valor Econômico- 15/02/ 2013

Foto: divulgação

O governo do Reino Unido aprovou o plano de desenvolvimento de US$ 7 bilhões proposto pela Statoil para o campo de Mariner, no Mar do Norte. Este é o maior projeto offshore (em mar) no país em mais de uma década, disse Helge Lund, presidente-executivo da petrolífera norueguesa.

“Nós esperamos produzir cerca de 250 milhões de barris de óleo”, disse Lund. “Este é um significativo investimento para nós.”

O Reino Unido é um grande parceiro da Statoil, que faz planos para o próximo campo de petróleo no país, Bressay, e espera tomar uma decisão de investimento ainda neste ano.

“Este é um projeto muito grande, mas há mais por vir”, disse Edward Davey, secretário de Estado de Energia do Reino Unido, em um anúncio no Fórum de Energia de Oslo. “Este é um plano enorme e desafiador.”

A Statoil planeja utilizar uma tecnologia pioneira para extrair o óleo pesado de Mariner, adotada nos campos de Grane, na Noruega, e Peregrino, no Brasil. 

Sem Título-1

 30 anos de espera

O campo de Mariner foi descoberto em 1982, mas a produção foi adiada devido aos desafios técnicos para a extração do óleo viscoso e denso. “Tivemos de esperar 30 anos pela tecnologia para explorá-lo”, afirmou Davey.

A Statoil estima produzir cerca de 55 mil barris por dia entre 2017 e 2020. A vida útil do campo de Mariner é estimada em 30 anos, contados a partir de 2017.

A companhia é a operadora do campo, com uma fatia de 65,11%. A Alba Resources, subsidiária da petrolífera britânica Cairn Energy, possui participação de 6%, e a japonesa JX Nippon Exploração e Produção tem os 28,89% restantes.

Topo Voltar