Felsberg Advogados
Home | Porto Alegre e BID assinam contrato para despoluir o Guaíba
Publicações

Porto Alegre e BID assinam contrato para despoluir o Guaíba

Valor Econômico

Porto Alegre e BID assinam contrato para despoluir o Guaíba

Depois de mais de quatro anos de negociação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e seis meses em busca de aval do Tesouro Nacional, a prefeitura de Porto Alegre assinou ontem o contrato de financiamento de US$ 83,3 milhões para a despoluição do lago Guaíba, que banha a cidade e é fonte de captação de água para abastecimento da população. O chamado Programa Integrado Socioambiental (Pisa) inclui mais US$ 85,8 milhões em contrapartidas do município e prevê a aplicação dos recursos até 2014, sendo quase 63% neste ano e em 2010, disse o secretário da Fazenda, Cristiano Tatsch.

Segundo o diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Flávio Presser, o pacote de investimentos alcança R$ 586 milhões. O montante inclui obras adicionais na instalação de redes de coleta e tratamento de esgotos, que já foram iniciadas e assim como a maior parte das contrapartidas da prefeitura no Pisa serão financiadas pela Caixa Econômica Federal (CEF), incluindo recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.

A previsão é que até 2014 o índice de tratamento de esgotos da cidade passará dos atuais 27% para 77% e dois anos antes o Guaíba já voltará a ser balneável, disse o executivo. Além de recuperar a balneabilidade do mais importante atrativo turístico natural da cidade, o projeto vai garantir a qualidade do manancial que abastece a população local. De acordo com Presser, sem os investimentos em tratamento de esgoto os custos para o tratamento da água teriam crescimento explosivo em breve.

Topo Voltar