Felsberg Advogados
Home | Petróleo amplia espaço para os estaleiros especializados
Publicações

Petróleo amplia espaço para os estaleiros especializados

ITAJAÍ – O petróleo do pré-sal, escondido a 7 mil metros de profundidade, no fundo do mar, é o responsável por uma nova tendência que desponta na economia de Itajaí e região. A produção e reparo de embarcações de suporte às plataformas, que atuam na exploração de petróleo e gás, tem atraído empresas e investimentos nas margens do Itajaí-Açu. O resultado é um mercado de trabalho aquecido e com previsão de gerar 4 mil novos empregos diretos este ano, somente em Itajaí.

– Tivemos oportunidade de olhar do Norte ao extremo Sul, e raramente se vê a vantagem de estar onde já existe uma mão de obra qualificada, mercado e cadeia de fornecimento. Itajaí é um grande polo naval – justifica Guilherme Caixeta, diretor-presidente da Oceana Offshore, que lança hoje a pedra fundamental de um estaleiro especializado em embarcações de apoio offshore (empresas de exploração petrolífera).

A Oceana é parte do Fundo P2 Brasil de infraestrutura, formado pelas empresas Pátria Investimentos e Grupo Promom – e investirá em Itajaí o equivalente a R$ 220 milhões. Em Itajaí e Navegantes, pelo menos cinco novas empresas que prestam serviço em construção de embarcações, manutenção e módulos para plataformas estão em fase de instalação.

Segundo ele, a expectativa é que cada uma das novas empresas traga investimentos de até R$ 500 mil para a cidade – montante que, para o secretário, pode vir a concorrer com a atual matriz econômica da região, a atividade portuária.

Engenheiro naval e professor da Univali, Arthur Augusto de Andrade Ennes não acredita nessa possibilidade. Para ele, os terminais portuários também devem ganhar em movimentação com a instalação de novas empresas.

Fonte: Jornal de Santa Catarina/DAGMARA SPAUTZ

Topo Voltar