Advogados
Home | Advogados | Advogados | Tasso Alexandre Richetti Pires Cipriano
Advogados

Tasso Alexandre Richetti Pires Cipriano

  • Telefone: (11) 3141-3664
  • Cidade: São Paulo
  • Áreas de Atuação: Ambiental
  • PERFIL

    Advogado do Departamento de Ambiente e Sustentabilidade de Felsberg Advgoados. Possui experiência em direito ambiental, com ênfase na regulação de produtos e no direito dos resíduos, das áreas contaminadas e das áreas protegidas.

    EDUCAÇÃO

    • Doutorando pela Universidade de Bremen (Alemanha) e pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (FDUSP).
    • Bacharel em Direito pela FDUSP, com período sanduíche na Universidade de Munique (Alemanha).

    ASSOCIAÇÕES PROFISSIONAIS

    • Diretor de Assuntos Legislativos do Instituto o Direito por um Planeta Verde (IDPV).
    • Membro da Environmental Law Network International (elni).
    • Membro da International Solid Waste Association (ISWA) e de seu Working Group on Legal Issues (WIGLI).
    • Membro do Instituto PNRS;
    • Admitido na Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Sâo Paulo (OAB/SP).

    PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS

    • Bundeskanzler-Stipendium, Fundação Alexander von Humboldt, 2014-2015.
    • Prêmio Dr. Hans Schnitzlein, Sociedade de Estudos Jurídicos Brasil-Alemanha (SEJUBRA), 2011.
    • I Prêmio José Bonifácio de Andrada e Silva (1º colocado na categoria “estudantes de graduação”), Instituto o Direito por um Planeta Verde, 2010.
    • Certificate in English Language Teaching to Adults (CELTA) – Pass B, Cambridge ESOL, 2006.

    PUBLICAÇÕES

    • “O conceito de fabricante no direito brasileiro dos resíduos”, Revista de Direito Ambiental 86 (2017), no prelo.
    • “Juridificação dos resíduos no Brasil, in Arlindo Philipi Jr.; Vladimir Passos de Freitas; Ana Luiza Silva Spínola (org.), Direito ambiental e sustentabilidade, Barueri (SP), Manole, 2016, 155-205.
    • (em co-organização com Fabricio Soler e Carlos Silva) Código dos resíduos, São Paulo, Instituto PNRS, 2016.
    • Logística reversa: produção e consumo sustentáveis?”, Anais do 20º Congresso Brasileiro de Direito Ambiental (Ambiente, sociedade e consumo sustentável), São Paulo, Instituto O Direito por um Planeta Verde, 2015, 278-291.
    • “O conceito econômico-jurídico de desenvolvimento sustentável”, Cadernos O Direito – Temas de direito do ambiente, Coimbra, Almedina, 2011, 337-360.

     

Topo Voltar