Felsberg Advogados
Home | Montadoras fazem feirões e preveem melhor mês de vendas da história
Publicações

Montadoras fazem feirões e preveem melhor mês de vendas da história

No último fim de semana com IPI reduzido, empresas dão brindes, descontos e parcelamento em 60 meses para chegar a 400 mil veículos vendidos

SÃO PAULO – As principais montadoras do País realizam no sábado e no domingo feirões nas fábricas, em estacionamentos de shoppings e nas revendas, chamando os consumidores para o último fim de semana de vendas com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido.

O benefício, em vigor desde 22 de maio, está previsto para acabar no dia 31, mas a expectativa das fabricantes é de prorrogação pelo menos até outubro. Ainda assim, com mote da suspensão do corte, a indústria espera registrar o melhor mês de vendas da história, com números próximos a 400 mil veículos, incluindo caminhões e ônibus, que tiveram outros tipos de incentivos.

O recorde do setor foi em dezembro de 2010, com 381,5 mil veículos vendidos. Até terça-feira, as vendas totais somam 251 mil unidades, 2,7% a mais que em julho e 22,5% superior ao resultado do mesmo período de agosto de 2011. Só em automóveis e comerciais leves, beneficiados pela redução do IPI, foram licenciados até agora 241,7 mil unidades, alta de 2,6% em comparação ao mês passado e de 25,7% em relação a agosto do ano passado.

No fim de semana, as empresas vão apelar para descontos extras, brindes, juro zero e parcelamento em até 60 meses, ainda que essa modalidade exija maior valor de entrada (de 40% a 50% do valor do carro) e rigorosa avaliação das financeiras para aprovação de fichas.

A Volkswagen realiza feirões nos estacionamentos do shopping Aricanduva, na zona leste de São Paulo, e do hipermercado Extra Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), e nas revendas da marca. Oferece juro zero para as linhas Gol, Voyage, Fox e Saveiro. O comprador do Fox leva ainda aparelho de GPS e IPVA grátis. A versão 1.0 desse modelo, com vários opcionais, será vendida a R$ 33,5 mil, R$ 2 mil a menos que o preço de tabela.

A Fiat escolheu o shopping center Norte para seu feirão, que também ocorre nas concessionárias, com oferta de juro zero e prazos de até 60 meses, em diferentes condições. O Uno Vivace, que custa R$ 24,2 mil, pode ser comprado com entrada de R$ 12,1 mil e 12 parcelas de R$ 1,060.

O feirão da Renault será na fábrica, em São José dos Pinhais (PR). Entre os atrativos está um desconto extra de 3% para todos os modelos. O carro mais barato da marca, o Clio, será vendido por R$ 22.490. Se for financiado em 48 prestações, o juro será de 0,99% ao mês. A General Motors também optou por um feirão na fábrica de São Caetano do Sul (SP), com direito a test drive.

Pressão

A advogada Bárbara Trevisan Sebag, de 35 anos, decidiu antecipar a troca de carro para se beneficiar da alíquota reduzida do IPI. Ela planejava vender seu Palio Weekend 2007 em dezembro, mas achou que seria melhor negócio aproveitar o corte do imposto. Para modelos nacionais com motor 1.0, o IPI foi zerado e para modelos até 2.0 foi reduzido à metade (de 11% para 5,5%).

“A compra foi pressão do IPI menor, porque eu achava que dava para aguentar até o fim do ano com o carro antigo. Sei que existe a possibilidade de a redução ser prorrogada, mas não quis arriscar”, comenta Bárbara, que na semana passada comprou um Nissan Livina 1.6 por cerca de R$ 40 mil. O corte do IPI representou um abatimento de R$ 2,4 mil.

A decisão de adiantar a compra também foi motivada pela perda de valor do modelo usado. “Embora na tabela Fipe meu carro valesse R$ 23 mil, chegaram a oferecer R$ 15 mil”, diz a advogada, que conseguiu vender o Palio por R$ 17 mil. “Fiquei chocada com o preço do usado, então corri mais ainda. Tenho a impressão de que perdi um pouco na venda do Palio, mas compensei com o desconto na compra do novo.”

(Colaborou Ricardo Carvalho)

Topo Voltar