Felsberg Advogados
Home | Instável, Ibovespa deve ganhar fôlego apenas em 2014
Publicações

Instável, Ibovespa deve ganhar fôlego apenas em 2014

Fonte: Brasil Econômico

Patamar mínimo do índice é de 52.270 pontos e tem sido atingido nos últimos dias. No entanto, o mercado ainda está conseguindo segurar para que não rompa o nível baixo.

Neste mês, a volatilidade e o volume financeiro baixo no Ibovespa foram constantes. A piora na crise econômica na Europa levou temor entre os investidores que partiram para as vendas.

Nesta quarta-feira (25/7), o índice paulista atingiu a mínima de 52.351 pontos, chegando perto do suporte (patamar que, se perdido, aponta para uma chance de queda em sequência) de 52.270. Na terça-feira, o valor mínimo foi de 52.399 pontos.

“O índice vem em uma tendência de baixa desde 13 de março e nos últimos três dias chegou a tocar no suporte. O movimento está lateral, sem força para buscar a resistência”, explica Luiz Eduardo Borges, analista gráfico da Strategicinvest.

Se as baixas continuarem e o índice romper o suporte, o novo patamar mínimo do índice será de aproximadamente 49.437 pontos.

Já a resistência (ponto que, se superado, indica a possibilidade de continuidade de movimento de alta da ação) está em 56.700 pontos.

Para Pedro Galdi, analista-chefe da SLW Corretora, o momento está muito ruim e a bolsa brasileira irá sofrer mais. “A nossa bolsa é mais penalizada porque os papéis mais fortes são relacionados a commodities. Quando piora o cenário, temos a expectativa de que alguma medida será tomada e as bolsas sobem por três dias, mas na sessão seguinte o pessimismo volta e as perdas são maiores”.

Caso o mau humor no mercado se concretize, a bolsa vai buscar o novo patamar. “Se continuar essa tendência é possível que o suporte seja rompido em 13 de agosto, mas não é algo preciso”, pontua o analista gráfico.

De acordo com Luiz Borges, o índice só deve ter um desempenho significativo a partir de 2014, por enquanto a performance deve continuar volátil até 2013. O movimento para que o Ibovespa continue andando de lado é forte e não deve chegar ao patamar baixo de 2008.

“O índice está em um nível bem acima. Para chegar ao patamar de 2008, teria que cair 43%”, completa Borges.

“A situação de pânico que o mercado tem enfrentado pode levar anos para se normalizar e o índice se recuperar”, completa.

 

Topo Voltar