Felsberg Advogados
Home | GLP compra imóveis industriais no Brasil
Publicações

GLP compra imóveis industriais no Brasil

Jornal do Commercio, 22/Nov

Operação envolve 35 empreendimentos entre condomínios logísticos, centros de distribuição e galpões industriais em 10 estados

A operadora de armazéns e galpões Global Logistic Properties (GLP), de Cingapura, uniu-se a grandes investidores institucionais para comprar ativos no Brasil, à medida que busca sustentar seu ritmo de crescimento. Grupos como a GLP, uma das maiores operadoras de imóveis no segmento industrial do mundo, miram a forte demanda por áreas de armazenagem de qualidade no Brasil. Na semana passada, o australiano Goodman Group também anunciou planos de desenvolver ativos de logística no Brasil por meio de joint venture.

A GLP, que tem galpões no Japão e na China, formará parceria com o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), a China Investment e com o Government of Singapore Investment para comprar propriedades avaliadas em cerca de US$ 1,4 bilhão na maior economia da América Latina.

Os ativos estão sendo vendidos pela Hemisfério Sul Investimentos (HSI), que diz ser a líder na gestão de fundos de private equity imobiliários no Brasil. A operação envolve 35 empreendimentos entre condomínios logísticos, centros de distribuição e galpões industriais em 24 cidades e 10 estados brasileiros.

Performance

A GLP, controlada pelo fundo soberano GIC, tem a segunda melhor performance entre as ações em Cingapura, com valorização de 55% neste ano, enquanto o principal índice acionário do mercado subiu 14%.

Aproveitando-se do forte ganho de suas ações, a GLP disse que financiará a maior parte do desembolso inicial de US$ 334 milhões por meio de emissão de ações.

A CPPIB, um dos maiores fundos de pensão do mundo, disse que sua parcela no negócio será de US$ 343 milhões, dos quais US$ 200 milhões no fechamento da transação. “O investimento irá expandir de forma significativa nosso portfólio de logística no Brasil e representa uma rara oportunidade de investir em um portfólio com desenvolvimento de alta qualidade e ativos estabelecidos de logística”, disse o responsável por investimentos imobiliários da CPPIB nas Américas, Peter Bailon, em comunicado.

Analistas disseram que o bom histórico de projetos pela GLP significa que a empresa está em posição favorável para explorar os crescentes gastos com infraestrutura e logística no Brasil.

Cerca de 88% do portfólio no Brasil está localizado no Rio de Janeiro e em São Paulo, disse o presidente-executivo da GLP, Ming Z. Mei, acrescentando que espera retorno de 18% a 19% sobre o investimento antes de taxas e outros custos.

Topo Voltar