Felsberg Advogados
Home | Giro da Bovespa deve disparar com Redecard
Publicações

Giro da Bovespa deve disparar com Redecard

Giro da Bovespa deve disparar com Redecard

A oferta de aquisição das ações (OPA) da Redecard poderá movimentar cerca de R$ 12 bilhões nesta segunda-feira na BM&FBovespa, caso todos os acionistas minoritários aceitem a proposta do Itaú Unibanco para fechar o capital da companhia de cartões. Sozinha, a operação equivale ao giro médio de dois pregões da Bovespa, o que deve fazer o montante financeiro da bolsa alcançar a casa dos R$ 18 bilhões hoje. Ainda assim, não será o suficiente para bater o recorde histórico da bolsa, de R$ 35 bilhões, registrado em 13 de junho deste ano, quando houve vencimento de opções sobre o Ibovespa.

De toda forma, é bom ficar de olho no caminho que todo esse dinheiro tomará. O estrategista da Futura Corretora, Luiz Gustavo Pereira, acredita que as ações da Cielo são o caminho natural para o investidor que quer continuar no segmento de cartões. Por isso, ele aposta em um ajuste nos papéis da concorrente nos próximos dias. “É possível que os investidores de Redecard reinvistam os recursos da OPA em Cielo”, afirma. A liquidação financeira da OPA acontecerá na quinta-feira.

Para conseguir fechar o capital da Redecard, o Itaú precisa da adesão de pelos menos dois terços dos detentores das 336.347.493 de ações ON em circulação, equivalentes a 49,99% do capital total. Na sexta-feira, os papéis convergiram para o valor da oferta, fechando em alta de 0,43%, a R$ 34,65. O Itaú manteve o preço de R$ 35,00 por ação, que foi largamente questionado por minoritários. Laudos de avaliação, no entanto, mostraram que o preço oferecido é compatível com o valor econômico da Redecard. Por isso, Pereira acha pouco provável que a OPA fracasse.

Além da OPA, os investidores também estarão, mais uma vez, de olho na Europa nesta semana. Uma reportagem do jornal britânico “Financial Times” informou que a Espanha poderá formalizar um pedido de ajuda financeira à União Europeia. “Agora é preciso esperar para ver como será essa ajuda e qual será a reação do mercado”, afirma o estrategista da Futura Corretora.

O Ibovespa terminou em baixa de 0,60% na sexta-feira, para 61.320 pontos, devolvendo apenas 1,3% no acumulado da semana, frente ao forte avanço de 6,5% da semana anterior. Em setembro, a bolsa registra alta de 7,5% e, no ano, o avanço é de 8,1%.

 

Valor Econômico de 24.9.2012. 

Topo Voltar