Felsberg Advogados
Home | Financiamento do BNDES será usado na reforma do Glória, um dos mais famosos do Rio
Publicações

Financiamento do BNDES será usado na reforma do Glória, um dos mais famosos do Rio

Folha de São Paulo

Financiamento do BNDES será usado na reforma do Glória, um dos mais famosos do Rio

JANAINA LAGE
DO RIO

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou ontem os primeiros financiamentos da linha ProCopa Turismo, destinada a reforma e construção de hotéis para a Copa do Mundo de 2014.

O Hotel Glória, comprado em 2008 pelo empresário Eike Batista, receberá R$ 146,5 milhões, e a GB Copacabana Administração Hoteleira, R$ 11,6 milhões, para a construção de um hotel da rede Ibis em Copacabana.

Fundado em 1922, o Glória recebeu 19 presidentes e estrelas do cinema. As histórias dos tempos de glamour foram registradas em um livro a partir do ponto de vista da família Tapajós, que administrou o Glória por 50 anos.

Para a reabertura do hotel, prevista para 2011, serão feitas obras de restauração da fachada, com a recuperação do desenho original, além de um spa de 1.100 m2.

O objetivo é tornar o Glória um dos hotéis de alto luxo do Rio. O investimento total na reforma será de R$ 260 milhões, sem contar o valor de aquisição do prédio.

Já o Ibis Copacabana terá 122 quartos em 5.000 m2 de área construída. A rede pediu apenas R$ 11,6 milhões em financiamento. Segundo Júlio Raimundo, do BNDES, outros projetos próximos de aprovação são a reforma de três hotéis em Recife e a construção de um em Natal (RN).

A linha de crédito dos hotéis tem orçamento de R$ 1 bilhão. O ministro do Turismo, Luiz Barretto, disse que o governo já está conversando com o banco sobre a possibilidade de ampliar o valor da linha de financiamento. A carteira do programa, entre operações aprovadas, em análise e em perspectiva, chega a R$ 709,4 milhões.

O presidente da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Álvaro Bezerra de Mello, queixou-se das exigências para a tomada de crédito no banco. O ministro afirma, no entanto, que é preciso respeitar regras de empréstimo comuns em qualquer sistema financeiro. “Estar em dia com as contas é uma questão básica.”

O banco anunciou ainda que o Cartão BNDES, usado por micro, pequenas e médias empresas, poderá ser usado para financiamento de serviços de qualificação profissional na rede hoteleira.

Topo Voltar