Felsberg Advogados
Home | Empresas brasileiras do MSCI devem elevar dividendos em 2014, diz Markit
Publicações

Empresas brasileiras do MSCI devem elevar dividendos em 2014, diz Markit

Companhias brasileiras que integram o MSCI Emerging Market Index poderão aumentar o pagamento de dividendos em 13,6% no ano financeiro de 2014, contra uma alta esperada de apenas 3% na China, projeta a consultoria Markit, de Londres. A previsão é de que as 75 empresas brasileiras que fazem parte do MSCI distribuam US$ 40 bilhões em proventos, representando 49,9% do lucro líquido, na média. Esse é o maior percentual entre os países dos Brics (grupo que inclui China, Rússia, Índia e África do Sul).

“As expectativas de dividendos são baseadas em nossas projeções sobre ganhos, fluxo de caixa e outros, e não em informações já anunciadas”, afirma Ryan Bransfield, da Markit.

No caso do Brasil, a cifra de US$ 40 bilhões reflete tanto uma expectativa positiva de ganhos como a volatilidade na taxa de câmbio, segundo a consultoria britânica. O real se valorizou em mais de 10% nas últimas semanas contra o dólar americano.

A Vale é a brasileira que poderá distribuir o maior volume de recursos para os acionistas. A companhia já declarou que vai pagar pelo menos US$ 4,2 bilhões em 2014, informa a Markit. Mas a consultoria acredita que será anunciado pagamento adicional de US$ 300 milhões até o fim do ano, para manter o dividendo no mesmo nível de 2013.

Já no caso da Petrobras, apesar de projeções de maior lucro neste ano, a distribuição de dividendos poderá ficar em 35% dos ganhos, comparado a 40% nos últimos cinco anos. A companhia pode ser mais conservadora na política de dividendos, com o objetivo de reduzir o peso de sua dívida. Assim, a distribuição de lucros é estimada em US$ 4,5 bilhões.

A Ambev, terceira companhia brasileira a pagar o maior volume de dividendos entre as 75 do MSCI, poderá aumentar o pagamento em 15% e liberar US$ 4,3 bilhões para os acionistas.

A consultoria ainda prevê que o Banco do Brasil será o banco a pagar o maior dividendo, de US$ 3 bilhões, 6% a mais que em 2013. As financeiras são responsáveis por pagamentos de US$ 12 bilhões em proventos. E dentre as empresas que podem voltar a distribuir dividendo neste ano, está a Usiminas, em função de bons lucros previstos. A média paga por companhias no Brasil, de quase 50%, é bem acima do mínimo de 25% do lucro líquido exigido pela legislação brasileira.

No total, 822 companhias que integram o MSCI Emerging Market Index poderão pagar US$ 238,8 bilhões em dividendos no ano financeiro de 2014, uma alta de 5,8% em relação a 2013.

O China Construction Bank deverá pagar o maior volume, de US$ 12 bilhões. A companhia tem meta de pagamento de 35% dos ganhos, o mesmo nível estabelecido por outras grandes estatais chinesas. A China Mobile deverá ficar em segundo lugar, com US$ 7,6 bilhões, cifra 10,7% inferior ao ano passado.

Fonte: Valor Econômico de 15.4.2014.

Topo Voltar