Felsberg Advogados
Home | Cupons de desconto ganham espaço no Brasil
Publicações

Cupons de desconto ganham espaço no Brasil

Tradicional fora do país, modalidade de compra cresce e promete ultrapassar as compras coletivas

Leticia Muniz – Exame

Rio de Janeiro – Tradicionais fora do Brasil, os cupons de desconto começam a ganhar popularidade no país como uma alternativa aos sites de compra coletiva. A prática vem sendo utilizada por empresas que querem obter visibilidade de marca e vendas sem gerar sobrecarga nos estabelecimentos. Sites como o Cuponeria e Busca Descontos já atuam no mercado e registram um número crescente de cadastrados.

De acordo com uma pesquisa do Ibope Media, atualmente 13,2 milhões de internautas do país utilizam os sites de compras coletivas e cupons de desconto mensalmente, o equivalente a aproximadamente metade do público que compra em lojas de comércio eletrônico. Cada consumidor virtual gasta, em média, R$ 110,00 por mês nas aquisições e este setor já movimenta mais de R$ 1 bilhão por ano.

Visibilidade de marca

Muitas empresas já preferem investir nos cupons de desconto ao invés das compras coletivas. Foi com o objetivo de conquistar maior visibilidade que a empresária Alessandra Kutwak, dona do restaurante de comida israelense Pittas passou a utilizar o serviço. Com um cardápio desconhecido pelos brasileiros, a conquista de novos clientes precisa passar pela experimentação.

Oferecer os descontos foi a forma de atrair novos clientes. “Confio muito no meu cardápio, mas, por se tratar de pratos não tão conhecidos pela maioria dos brasileiros, o que precisava era que as pessoas viessem até aqui e experimentassem. O que percebemos foi que as que não nos conheciam gostaram e muitos deles acabaram se tornando nossos clientes”, conta a empresária.

A principal vantagem dos cupons de desconto está na não necessidade de repassar parte do valor obtido com as vendas para os sites, o que aumenta a margem de lucro. “Nos sites de compra coletiva é preciso dar no mínimo 50% de desconto e ainda repassar parte do valor para o site. No final o lucro é muito pequeno. Nos cupons isso já não acontece”, completa Alessandra Kutwak.

Pagamento na hora do consumo

Outra vantagem sobre as compras coletivas é que os sites que oferecem os cupons de desconto não trabalham com o pagamento antecipado pelos clientes, o que faz cair o número de reclamações e extingue os cancelamentos. Para utilizar o serviço, basta entrar na página, imprimir o voucher e se dirigir ao estabelecimento escolhido. O pagamento é feito diretamente no local e as páginas atuam como catálogos virtuais.

Criado há 10 meses, o Cuponeria conta com 1,5 milhões de usuários cadastrados e 300 empresas parceiras, entre elas a Pizza Hut, Devassa, Livraria Saraiva e KFC. Para utilizarem o serviço, as marcas pagam uma mensalidade a partir de R$ 100 e disponibilizam os descontos para os internautas. Diferente das compras coletivas, não é cobrada nenhuma porcentagem sobre as vendas.

A vantagem para os estabelecimentos está no ganho de visibilidade sem sobrecarga de utilização. “A compra coletiva funciona muito bem para empresas grandes, estabelecimentos com uma capacidade maior de atender a demanda e as que contam com um bom poder de barganha. Os cupons não geram aquela demanda grande e em um curto espaço de tempo que, muitas vezes, acaba resultando em prejuízos para o atendimento”, comenta Thiago Brandão, CEO do Cuponeria.

O empresário acredita que, pouco a pouco as compras coletivas passem a dar lugar aos cupons de desconto. Os vouchers dão às empresas a possibilidade de limitar as ofertas, gerando uma maior margem de lucro. “Podemos determinar a quantidade de cupons que serão colocados à disposição. Isso faz com os estabelecimentos possam se programar para atender essa demanda, sem que isso acabe representando uma sobrecarga”, completa Thiago Brandão.

Internautas buscam pelos descontos

Desde 2006 atuando nessa modalidade, o Busca Descontos possui hoje 300 varejistas virtuais parceiros e cerca de 12 milhões de usuários cadastrados. Dados da empresa mostram que pelo menos 67% dos internautas brasileiros buscam na web por cupons de desconto antes de efetivar uma compra pela internet. Além disso, pelo menos 60% das compras canceladas são motivadas pela impossibilidade de uma negociação de preço.

A popularidade dos cupons está relacionada a uma mudança de mentalidade dos compradores. “Antes as pessoas tinham a ideia de que quem buscava pelos descontos eram os mais pobres. Hoje já existe a mentalidade de que é possível fazer as compras sem precisar pagar o preço cheio”, explica Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos.

A praticidade dos cupons pode resultar em uma queda na utilização das compras coletivas. “Os sites surgiram como uma solução, mas, acabaram se transformando em problemas em alguns casos. Muitos compradores não gostam de pagar antes de consumir ou receber os produtos. Acredito que a tendência seja que os cupons acabem substituindo a compra coletiva”, pondera Thiago Brandão, do Cuponeria.

Topo Voltar