Felsberg Advogados
Home | Com nova fábrica no Brasil, Hyundai obtém desconto maior no IPI
Publicações

Com nova fábrica no Brasil, Hyundai obtém desconto maior no IPI

Mariana Schreiber

 

A montadora Hyundai Motor Brasil passou a ter direito ao desconto de IPI (Impostos sobre Produtos Industrializados) concedido pelo governo para carros com mais de 65% de componentes produzidos no Brasil.

A portaria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior foi publicada nesta quarta-feira no “Diário Oficial da União”.

No ano passado, o governo elevou em 30 pontos percentuais a alíquota do IPI para carros com menos de 65% de conteúdo nacional. A Hyundai não pagará mais esse aumento porque está inaugurando sua primeira fábrica própria no Brasil, em Piracicaba (SP), onde fabricará o modelo HB20 a partir de outubro.

Hyundai HB20, hatch compacto que será produzido a partir de outubro em Piracicaba (a 160 km de São Paulo)
Hyundai HB20, hatch compacto que será produzido a partir de outubro em Piracicaba (a 160 km de São Paulo)

O carro será vendido a partir de R$ 31.995,00. A empresa disse que os preços divulgados na semana passada continuam os mesmos. Questionada sobre se esses valores já incluiam a previsão de desconto no imposto, a Hyundai disse que “os preços divulgados já consideram o cenário competitivo atual, incluindo as variações de IPI”.

Esse desconto no IPI vale até dezembro apenas. O governo está para anunciar os detalhes do novo regime automotivo que passará a vigorar em 2013 com novas regras para obtenção do desconto.

Além da redução do imposto devido à inclusão de componentes nacionais em seu carro, o produto da Hyundai já tinha o desconto extra que o governo deu no IPI neste ano, por período temporário, para estimular as compras de carros e reduzir os estoques das montadoras, que estavam muito elevados no primeiro semestre.

Essa redução foi concedida no final de maio pelo governo em até sete pontos percentuais, de acordo com o modelo e a cilindrada do veículo. No caso dos carros populares, de motor 1.0, a redução foi de 7% para zero. Os veículos álcool e flex com motores entre 1.0 e 2.0 tiveram o IPI reduzido de 11% para 5,5% e os modelos a gasolina com motores entre 1.0 a 2.0 tiveram o IPI reduzido de 13% para 6,5%.

No caso dos carros com mais de 65% de conteúdo nacional, as alíquotas também foram reduzidas, mas permaneceram 30 pontos percentuais acima. Por exemplo, no caso dos carros populares, de motor 1.0, a redução foi de 37% para 30%.

O desconto temporário do IPI vale até outubro.

Os carros nacionais acima de 2.000 cilindradas não tiveram a alíquota do imposto reduzida.

O modelo Tucson, da Hyundai, já é produzido no Brasil pelo grupo Caoa e também tem o desconto de 30 pontos percentuais no IPI. Ele foi incluído na lista, divulgada pelo governo no início do ano, com o nome das montadoras –18 no total– que não seriam afetadas pelo adicional. O alívio não vale, contudo, para os carros importados por essas marcas.

Topo Voltar