Felsberg Advogados
Home | Ciclofaixa na avenida Paulista será a quarta de São Paulo
Publicações

Ciclofaixa na avenida Paulista será a quarta de São Paulo

Fonte: Folha de São Paulo

Perigosa para bicicletas durante a semana, a avenida Paulista vai ganhar uma ciclofaixa que funcionará apenas aos domingos e feriados –será a quarta ciclofaixa de lazer da cidade.

A primeira, em funcionamento desde 2009, liga os parques Ibirapuera, das Bicicletas, Villa-Lobos e do Povo.

Em março, foram inauguradas uma na zona norte e outra na zona leste. Cerca de 100 mil pessoas usam as ciclofaixas a cada semana, diz a CET.

O projeto para a Paulista está pronto. A prefeitura só não definiu ainda o dia da estreia -deve ser em 26 de agosto ou 2 de setembro, sempre das 7h às 16h.

“A gente resolveu fazer a ciclofaixa porque não é uma avenida que a gente considera segura para bicicletas no dia a dia”, disse Daphne Savoy, gerente de planejamento viário da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Em março deste ano, uma bióloga morreu atropelada por um ônibus na Paulista. Em 2009, uma cicloativista morreu da mesma forma.

Segundo Savoy, nos demais dias é recomendável que os ciclistas optem pelas vias paralelas à Paulista.

Além da ciclofaixa, que ficará junto ao canteiro central, haverá duas mudanças importantes no trânsito.

A primeira é a redução da velocidade máxima permitida na via. Hoje, os carros podem circular a até 60 km/h. Nos períodos em que a ciclofaixa estiver funcionando, a velocidade máxima será reduzida para 40 km/h.

Aos domingos, a Paulista recebe cerca de 3.000 veículos por hora no sentido Paraíso e 3.500 mil no sentido Consolação nos horários de maior movimento, segundo a CET.

A outra mudança é a interdição de um quarteirão da rua Haddock Lobo, entre a Paulista e a rua Luís Coelho. Com isso, quem trafega por ali não poderá cruzar a Paulista.

Savoy, da CET, disse que a interdição é necessária porque naquela esquina já haverá um cruzamento da ciclofaixa com a via normal para veículos.

Serão instalados semáforos especiais para que os carros cruzem a ciclofaixa para entrar ou sair do túnel que dá acesso às avenidas Doutor Arnaldo e Rebouças.

Para ir à Paulista, o ciclista pode optar pelo metrô, que aceita bicicletas aos domingos e feriados. O Metrô permite só quatro bicicletas por viagem, no último vagão, e não haverá alteração dessa regra.

Topo Voltar