Felsberg Advogados
Home | Água que sai de estação de esgoto será usada no Porto
Publicações

Água que sai de estação de esgoto será usada no Porto

O Globo, 08/mar

Cedae vai instalar sistema de filtração para abastecer obras e equipamentos

A Cedae assinou ontem um contrato com o Consórcio Porto Rio, responsável pelas obras do Porto Maravilha, para fornecer água de reuso da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Alegria para as obras de revitalização da Região do Portuária. Pela primeira vez, a água produzida a partir dos efluentes secundários gerados na ETE Alegria será reaproveitada e usada para o abastecimento de equipamentos de perfuração de rochas e umedecer bases de pavimentos, vias e calçadas.

– A iniciativa é muito avançada do ponto de vista ambiental, pois reaproveita nas obras de infraestrutura uma água não usada para fins humanos. Independentemente do lado comercial, já que a empresa vai adquirir água mais barata, essa é uma ação sustentável. Tenho certeza que surgirão outros projetos a partir deste – afirma o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Para produzir a água de reuso, será implantado na estação, numa área de 400 metros quadrados, um sistema de filtração, medição e desinfecção dos efluentes, com capacidade de 80 metros cúbicos de água/ hora. O sistema terá dois filtros, bomba dosadora de cloro, tanque hipoclorito de sódio e hidrômetro para medir o volume de água de reuso produzida. Após o tratamento, ela será transportada em caminhões-pipa até o canteiro de obras na região portuária. A previsão é de que sejam consumidos 5,5 mil metros cúbicos de água de reuso por mês. O material produzido na ETE Alegria começará a ser usado nas obras do Porto Maravilha em cerca de 30 dias.

– Vamos construir um sistema de desinfecção e um ponto de abastecimento dentro da estação de tratamento de esgotos, mas isso é um investimento minoritário, já que a maior parte do investimento foi feito na própria construção da ETE Alegria. Além disso, para evitar que a água produzida tenha outros fins, os caminhões receberão uma identificação específica para que as pessoas saibam que se trata de água de reúso para fins de construção – explica Victer.

 

 

Topo Voltar