Empresa que cobrava funcionária grávida por e-mail deve indenizar - Felsberg Advogados