"Três é demais no setor aéreo", diz presidente da Gol - Felsberg Advogados